Por Blog do Refri

Com dívidas que podem se aproximar da casa do US$ 3 bilhões, o grupo holandês Endemol – responsável pela criação de diversos programas na linha dos “reality shows” para a televisão – acaba de anunciar a renúncia de seu diretor de criação, Paul Römer. Em 1998, numa reunião de “brain storming” com o cofundador da empresa, John de Mol, Römer concebeu os rabiscos do que se tornaria o programa “Big Brother” que chegou a ser exibido em mais de 70 países – hoje são 40. Ele é o pai da criança que, no Brasil, é acalantada pelo apresentador Pedro Bial.

Na versão brasileira do formato, que ganhou a sigla BBB (o terceiro “B” de Brasil), o reality show terá sua décima primeira edição e deverá confirmar os patrocínios de Guaraná Antarctica, Niely, Fiat e Sundown e Unilever que desembolsarão cerca de R$ 13,5 milhões, cada, para exibir suas marcas. O formato do BBB prevê ainda ações de merchandising, degustações, espaços patrocinados no cenário, anúncios extras e maciça campanha de assinaturas de pacotes na TV paga. A TV Globo tem contrato com a Endemol até 2012, com preferência para a renovação.

Leia mais aqui: http://blogdorefri.blogspot.com