Clio e JB FM: parceria pelos 450 anos do Rio

A Clio Assessoria e a JB FM acabam de fechar parceria para comemorar os 450 anos de fundação da cidade do Rio de Janeiro. Preocupada com a qualidade de seu conteúdo, a emissora contratou os serviços da Clio para a confecção e produção de programetes sobre os pontos turísticos, bairros e ruas da Cidade Maravilhosa.

Ao longo do mês de março, o jornalista Claudio Carneiro vai contar aos ouvintes da JB FM as curiosidades e fatos que fizeram história: o grande equívoco que deu nome à cidade, a origem do nome do Pão de Açúcar, a história de alguns bairros, os heróis, os artistas, músicos e poetas que dão nome às ruas da cidade.

Emissora líder de audiência no segmento adulto, a JB FM é fiel – há 22 anos – ao lema “música e informação”. Outra emissora da casa, a Rádio Cidade – voltada para o público mais jovem – também vai exibir o conteúdo produzido pela Clio. A veiculação das peças (spots de um minuto de duração) começa no dia 1º de março – dia do aniversário da cidade.

A sua emissora, em qualquer lugar do país, também pode contar com os conteúdos criados “on demand” pela Clio Assessoria. Escolha o tema, o formato e faça-nos uma consulta. Não custa nada!

Parceria Clio / Communications INC Limited gera mídia na grande imprensa

Em recente ação de assessoria de imprensa em parceria com nosso cliente Communications INC Limited – agência de comunicação britânica especializada em Ciências – a Clio Assessoria produziu e disparou, em meados de julho, release para a imprensa especializada sob o título “Estudo da Universidade de Newcastle aponta diferenças significativas entre vegetais orgânicos e convencionais”.

O texto acabou publicado no impresso de O Globo, e também nos online de Zero Hora, Exame, Veja, BBC Brasil, R7, Terceira Via, Envolverde, Eco Desenvolvimento, Você Realmente Sabia e Analysis Consulting. Mais uma vez, como ocorrera na Rio + 20, o cliente e parceiro ficou muito satisfeito com os resultados de retorno de mídia.

Geração de conteúdo online

Geramos o conteúdo para websites e intranets, com adequação ao usuário, ao estilo da empresa e à linguagem online. Trabalhamos com criação do texto, reedição de conteúdo e manutenção periódica de websites.

Tradução e revisão de textos

Fazemos a tradução Inglês/Português de textos corporativos e técnicos, com equipe terceirizada qualificada.

Fazemos a revisão e edição de textos em Português, para textos como artigos, monografias, teses e publicações corporativas.

Conteúdo para publicações impressas e corporativas

Em projetos editoriais – como guias para consulta, livros e relatórios anuais – oferecemos o conteúdo adequado ao orçamento e ao estilo da sua empresa. Trabalhamos de várias formas: definição de temas e redação completa; edição e adaptação de textos; orientação textual e criativa com base em conteúdo oferecido pelo cliente; revisão.

Na 3a Via TV, autoridades discutem segurança pública no programa A Polêmica

Duas autoridades da área de segurança pública estão presentes esta semana em mais uma edição do programa “A Polêmica”, que é dirigido pelo jornalista Claudio Carneiro e apresentado pelo advogado Cláudio Andrade, e transmitido pela 3ª Via TV, por meio dos canais 25 e 425 HD da Via Cabo TV.

Na edição desta terça-feira (17 de setembro), o delegado titular da 134 DP, Geraldo Rangel, e o major Campos, do 8º BPM, abordaram os principais assuntos da segurança pública no Brasil, no Estado e em Campos.

Assuntos como o desaparecimento do pedreiro Amarildo, no Rio de Janeiro, as recentes manifestações que aconteceram em todo o país e o aumento da criminalidade nas cidades do interior do Rio de Janeiro foram os principais temas.

Assista a 3a Via TV pela internet, no site www.terceiraviatv.com.br.

Na Semana Nacional do Trânsito, os abusos de sempre

Editorial, por Claudio Carneiro

Preocupada com os crescentes números de mortes no trânsito em todo o mundo, a ONU sugeriu há dois anos que os países estabelecessem uma semana dedicada à reflexão sobre esse inevitável problema. A proposta da entidade era a de reduzir à metade o número de mortes no trânsito no prazo de dez anos. (…)

Leia na íntegra em www.jornalterceiravia.com.br

Onde desperdiçamos nosso rico dinheirinho

Editorial do Jornal Terceira Via

Pois é, leitor e leitora do jornal Terceira Via. Chega ao fim o mês mais curto do ano e começa um dos mais longos. E como dizia o professor Raymundo – personagem imortal de Chico Anysio – “e o salário, ó”.  As contas pra pagar não param de chegar na caixa de correspondência e os impostos idem.

Pensando no seu bolso, entramos em contato com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e perguntamos quais os gastos que mais afetam e pesam no orçamento. Para surpresa nossa, algumas despesas – entre as mais custosas – podem ser evitadas, como veremos em seguida. Outras, no entanto, não deixam escapatória.

Acredite, o brasileiro gasta, em média, 24,3% de seu orçamento com alimentação, sendo 15,07% comprando gêneros alimentícios e outros 9,32% com alimentação fora de casa. Ou seja, quase 10% do que ganhamos vão para bares e restaurantes. É nesse aspecto que podemos cortar – se não tudo – pelo menos um pouco. Principalmente se considerarmos que o mesmo prato, feito em casa, pode custar dez vezes menos que no restaurante.

Na pole position do ranking, consumindo 25% do que percebemos a cada mês, vêm as despesas com habitação. Exatos 4,29% do que o trabalhador ganha vão para o aluguel residencial. No mesmo segmento, vem ainda tarifa de eletricidade residencial (3,04%), condomínio (2,45%) etc. Importante ressaltar que o percentual é uma média: tem gente que não paga aluguel enquanto para outros, a locação representa percentual mais alto do que esse. Outra despesa que conta muito é o plano de saúde, que responde a 3,56% – sempre considerando que muitos não pagam ou, simplesmente, não têm este benefício.

O sonho do carro novo é outro peso no orçamento e pode comprometer – em média – 3,37% da renda, à vista, a prazo ou em consórcio. Já o ônibus nosso de cada dia não fica para trás e corresponde a 3,36% das despesas familiares. Esse empate técnico é esclarecedor: muito mais pessoas andam de ônibus do que compram carro zero.

No ranking do bolso vazio vêm ainda as despesas com o combustível (2,83%) e automóvel usado (1,52%). A despesa média com a empregada doméstica mensalista – mesmo considerando que nem todos a tem – toma 2,20%. Fazemos ainda malabarismo para pagar as tarifas de telefone móvel (1,69%), taxa de água e esgoto (1,66%).

Feitos estes esclarecimentos, fica a sugestão: este será um ano de redução de despesas. Que cada um corte onde menos doer.

Media training

A Clio acaba de fechar com a Print Rio um novo pacote de palestras de media training para o ano 2013. Claudio Carneiro vai integrar a equipe de Janice Caetano para o treinamento de executivos. O segmento de atuação dele será o rádio. Por motivos éticos, os clientes não são revelados. O mídia training prepara porta-vozes em sua relação com a imprensa.

Não foi só o futebol que azedou as relações entre Brasil e Bolívia

Editorial do Jornal Terceira Via em 26/02/2013

Se no âmbito diplomático as relações entre Brasil e Bolívia não são grande coisa, imagine agora depois do episódio envolvendo a torcida do Corinthians que resultou na morte do menino Kevin Espada, atingido por um foguete sinalizador durante o jogo San José x Corinthians, pela Libertadores.

Uma certa tensão entre Brasília e La Paz – embora Sucre seja a capital – começou no dia 28 de maio de 2012 quando o senador de oposição Roger Pinto pediu asilo político à embaixada brasileira alegando que sofria perseguição política e temia ser assassinado. Asilo concedido pela presidente Dilma Rousseff, e se fez o impasse. Impossibilitado de resgatar Roger Pinto nos domínios da embaixada brasileira, o governo daquele país não concede salvo-conduto a quem entregou – pessoalmente ao presidente Evo Morales – documentos que denunciam o envolvimento de dois altos funcionários do governo com o narcotráfico. Entre os acusados está o ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, que teria estreitas ligações com o traficante Maximiliano Munhos Filho – que cumpre pena no presídio de segurança máxima em Catanduvas, no Paraná. Desde então, Roger Pinto vive “preso” em território brasileiro mas dentro de seu próprio país.

Segundo a ONU, os cultivos de coca na Bolívia aumentaram de 25,4 mil a 31 mil hectares desde que Morales chegou ao poder. Maior fornecedor de drogas ao Brasil, a Bolívia é o terceiro produtor mundial de coca e cocaína, depois de Colômbia e Peru.

De volta ao lamentável caso do jogo da Libertadores, surge o menor H. A. M. de 17 anos, como o autor do disparo. Ele está a poucos meses de completar a maioridade. Descoberto o verdadeiro autor, em plena cidade de São Paulo, supõe-se que, em breve, estariam livres os doze corintianos presos na Bolívia. Entre os detidos está o futuro presidente da organizada, Tadeu Macedo de Andrade, de 30 anos.

Resta saber se a Bolívia vai colocar na balança o conflito anterior ou se vai sair de mãos abanando nos dois episódios.