Além de softwares, CDs e DVDs, pirataria é prolífica também na fabricação de tênis, perfumes, relógios, óculos, medicamentos, brinquedos, livros, roupas. Por Claudio Carneiro, para Opinião e Notícia