Jornal Terceira Via, editorial de 19/07/2012

“Não chega a ser uma surpresa o estudo “Mapa da Violência – Crianças e Adolescentes do Brasil” revelar que nossos jovens do sexo masculino integram o grupo populacional que mais morre, vítima da violência urbana. Os Censos 2000 e 2010 já apontavam para isso. Preocupante mesmo é saber que o governo federal já monitora esse triste quadro há 30 anos sem uma ação para inverter a curva da morte que só fez triplicar nesse período.

Esses jovens – filhos, irmãos, amigos ou até mesmo pais – de até 19 anos são os personagens de uma tragédia grega que ocorre em território brasileiro. As mortes violentas não se dão somente por homicídio, mas também por acidentes de trânsito, suicídio ou por exposição ao risco. De 81 a 2010, 176.044 pessoas foram assassinadas no Brasil – 90% delas eram meninos. Um trágico genocídio…”

Leia o texto na íntegra no Jornal Terceira Via.